29 de julho de 2014

SUS vai vacinar crianças contra hepatite A

Com isso, o Brasil passa a oferecer, gratuitamente, 14 vacinas de rotina, garantindo todas as vacinas recomendadas pela Organização Mundial de Saúde

O calendário básico de imunização da criança está sendo ampliado com a introdução da vacina contra a hepatite A, que passa a ser ofertada nos postos de saúde do país. A meta do Ministério da Saúde é imunizar 95% do público-alvo, cerca de três milhões de crianças – na faixa etária de um até dois anos incompletos – no período de 12 meses.

Com isso, o Brasil passa a oferecer, gratuitamente, 14 vacinas de rotina, garantindo todas as vacinas recomendadas pela Organização Mundial de Saúde (OMS).

O objetivo é prevenir e controlar a hepatite A e, dessa forma, imunizar, gradativamente, toda a população. Para o início da vacinação, estados e municípios já receberam 1,2 milhão de doses. A data para início da vacinação será definida por cada estado.

Na medida em que as condições de saneamento básico de um país começam a melhorar e o contato das pessoas com o vírus passa a ocorrer mais tarde, na fase adulta, propiciando o surgimento de mais casos da forma grave da doença.

“Já houve uma redução significativa da circulação viral da hepatite A no País, com a melhoria das condições sanitárias”, diz o ministro da Saúde, Arthur Chioro. “Com a vacinação das crianças, grupo mais vulnerável e exposto à doença, podemos diminuir ainda mais a circulação deste vírus”,

O Ministério da Saúde investiu R$ 111 milhões na compra de 5,6 milhões de doses neste ano. A introdução desta vacina foi possível mediante política de fortalecer o complexo industrial da saúde, ampliando a capacidade de produção de vacinas no país. O laboratório produtor Merck Sharp & Dohme Farmacêutica vai transferir gradualmente para o Instituto Butantan a fórmula do princípio ativo deste imunobiológico. A transferência completa da tecnologia, com produção 100% nacional, está prevista para 2018.

Desde 2006 a taxa de incidência de hepatite A no Brasil tem apresentado tendência de queda, atingindo 3,2 casos para cada 100 mil habitantes em 2013. De 1999 a 2013, foram registrados 151.436 casos de hepatite A no Brasil.