29 de julho de 2014

Cresce número de eleitores no País

Em quatro anos, o número de eleitores brasileiros cresceu 5,17%, com 142.822.046 cidadãos indo às urnas em outubro

O eleitorado brasileiro está maior e mais velho. É o que diz o balaço divulgado na manhã desta nesta terça-feira (29) pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE). Em quatro anos, o número de eleitores brasileiros cresceu 5,17%, com 142.822.046 cidadãos indo às urnas em outubro. A maior parte, com 23,66%, possui entre 45 e 59 anos. Nas eleições passadas, a maioria dos eleitores tinha entre 25 e 34 anos.

Cresceu ainda o número de brasileiros votantes fora do território nacional. O eleitorado residente no exterior teve um aumento de 76,75%, com 354.184 eleitores. Os votos devem vir de 118 países, em sua maioria dos Estados Unidos, onde estão 31,69% dos que votam fora do Brasil, com 112.252 eleitores.

O presidente do TSE, ministro Dias Toffoli, disse durante a entrevista coletiva que o fato reflete a ampla campanha de divulgação do TSE para o cadastramento. Ele creditou o fato ainda a aproximação entre a Corte e o Itamaraty, que facilitou o acesso a eleitores no exterior.

O aumento da faixa etária geral do eleitorado brasileiro reflete o sinal de envelhecimento da população brasileira, observado no último senso do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). “A tendência é que a cada eleição diminua o número de eleitores em faixas-etária menores”, explicou Toffoli.

Nesse sentido, o balanço mostra que o número de eleitores com mais de 60 anos passou de 20.769.458, em 2010, para 24.297.096, este ano, representando 17% do eleitorado.

O número de brasileiros com idade entre 16 e 17 anos, considerados eleitores voluntários, caiu de 2.391.352, em 2010, para 1.638.751, em 2014. A diminuição se deve, em parte, a mudança na metodologia.

Antes, o jovem que completaria 18 anos até a data da eleição, era contabilizado com a idade que o eleitor tinha até o dia 30 de junho, data final do cadastro. Hoje, com a utilização de um novo sistema, é possível contabilizar quais eleitores já terão completado 18 anos no dia da eleição.

Após 81 anos da conquista do voto, as mulheres são hoje maioria entre o eleitorado. Segundo o TSE, elas somam 52,13%, com 74.459,424 eleitoras.

Por região – A Região Sudeste compreende o maior número de eleitores, com 43,44% do eleitorado total. Em seguida vem o Nordeste, com 26,80%, o Sul com 14,79%, Norte com 7,57% e o Centro-Oeste com 7,17%. O maior colégio eleitoral do Brasil continua sendo o município de São Paulo (SP), com 8.782.406 votantes.

O eleitor que não participou do recadastramento, em municípios com o voto 100% biométrico, não poderá votar. Mais de 21 milhões de eleitores, cerca de 15,18%, serão identificados pela digital nessas eleições. A biometria funcionará para todos os eleitores de Alagoas, Amapá, Sergipe e no Distrito Federal. Para o restante do Brasil, serão enviadas um total de 530 mil urnas eletrônicas. Desta, apenas 72 mil não possuem o equipamento biométrico instalado.