20 de outubro de 2015

Apresentar emendas ao orçamento ajuda equilibrar gestão municipal

Para Obelino, não adiante reclamar a falta de investimento em alguns setores, se na hora de analisar e propor mudanças no orçamento o parlamentar não se manifestar, aceitando calado o que sugere o executivo

A gestão municipal segue o que determina a lei de diretrizes orçamentárias, formulada pelo poder executivo (Prefeitura) e votada pelo poder legislativo (Câmara).

Essa lei estabelece os percentuais de investimentos anual que serão destinados para todos os setores que administração pública alcança, além de apresentar as previsões de arrecadação municipal e gastos com a máquina pública, entre outros.

Obelino diz ser fundamental a Câmara propor mudanças no orçamento anual do município. “A proximidade dos vereadores com o dia-dia da população faz com que a gente consiga identificar e apontar as demandas mais imediatas da cidade melhor que o secretário que formula a peça orçamentária. A Câmara de Contagem precisa criar a cultura de mudar o orçamento, fazer o contrapeso e regularizar a gestão”, disse.

Os vereadores podem apresentar emendas ao orçamento para melhor equilibrar a destinação de recursos para setores que os parlamentares identifiquem ser prioritários. 

Para Obelino, não adiante reclamar a falta de investimento em alguns setores, se na hora de analisar e propor mudanças no orçamento o parlamentar não se manifestar, aceitando calado o que sugere o executivo.